Buscar
  • Conteúdo_EasyPro

A Importância do Checklist nos Processos Industriais



Independentemente de considerar o checklist para a manutenção, o controle de qualidade ou para agregar mais produtividade aos processos industriais, essa prática deve fazer parte da sua rotina.


Neste post, vamos explicar os motivos disso e, também, apresentar um passo a passo rápido e eficiente para tirar o checklist do papel — literalmente — e agregá-lo ao dia a dia da sua indústria. Confira, a seguir, as nossas dicas!


O que é o Checklist?


Após efetuado um mapeamento dos seus processos industriais, o checklist vai servir como uma orientação básica de consulta. Isso inclui o que deve ser feito, os parâmetros de verificação e também as etapas preliminares e posteriores do trabalho.


Como resultado, os desperdícios, erros e prejuízos são minimizados porque os seus colaboradores podem seguir o checklist e se certificarem de que nada foi deixado de lado.


Qual é a Importância em Montar um Checklist?


Como destacamos, o checklist vai amparar os colaboradores para que todo o trabalho seja seguido de maneira uniforme, efetiva e ágil. Algo que tende a agregar muito ao fluxo produtivo e também na melhoria contínua dos níveis de qualidade dos seus processos industriais.


Vale observar, contudo, que essa ferramenta traz outros benefícios para a sua rotina produtiva, como:

  • Estabelecimento de parâmetros comparativos para certificar-se de que o trabalho segue de acordo com o estipulado;

  • Rápida observação da fonte de eventuais problemas;

  • Avaliação do tempo de trabalho em cada etapa do fluxo de trabalho, permitindo insights assertivos;

  • Redução dos erros e imprevistos no trabalho.

Para tanto, vale a pena entender como aplicá-lo, na prática, o que favorece a rotina de todos os profissionais envolvidos nos processos industriais.


Como Montar um Checklist?


Como cada trabalho exige uma atenção personalizada — por exemplo: as condições ideais de cada equipamento —, o seu checklist deve levar em conta não só o trabalho linear, como as especificações de cada uma das etapas.


Assim, tenha em mente alguns fatores para começar a elaboração do seu checklist!


Mapeamento dos processos


Comece pelo básico ao identificar todas as fases do trabalho. Isso ajuda a identificar cada parâmetro necessário de análise e certificação de que o trabalho segue de acordo com o previsto.


Consulte o seu material quantas vezes julgar necessárias. Afinal de contas, não pode faltar nada do fluxo de trabalho em seu checklist — inclusive, o tempo investido em cada tarefa e outros indicadores de desempenho que permitem um constante aperfeiçoamento.


Defina uma metodologia de aprimoramento


Conforme destacado no tópico acima, o seu checklist deve vir acompanhado de uma metodologia de trabalho definida. Pois é por meio dela que o trabalho vai se localizar para buscar um desenvolvimento ininterrupto — ou, ao menos, que se mantenha dentro das expectativas.


Treine os colaboradores


O checklist é uma valiosa ferramenta para o gestor, mas tem um peso grande para os colaboradores também. Quando todos sabem da importância do seu trabalho e um treinamento é continuamente praticado, a produção tende a melhorar e todos os envolvidos sabem o quanto devem se esforçar para garantir um alinhamento completo da rotina produtiva.


Seja flexível


Seu checklist não deve ser um material considerado definitivo. Ele está em constante desenvolvimento, afinal de contas, servindo como um instrumento que vai se transformar junto com a sua rotina de trabalho.


Não confunda os ajustes com retrabalho, contudo. Saiba que o seu material deve ser o mais claro, transparente e objetivo, mas acima de tudo, moldável. Isso é algo crucial para tornar os processos industriais sempre passíveis de aprimoramento.


Como Ter um Checklist Confiável?


Esqueça as planilhas e trabalhos manuais. Por meio de softwares de gestão, o checklist vai ser um grande aliado do seu trabalho.


Por meio dele, as atualizações podem ser feitas automaticamente. O que facilita, inclusive, o monitoramento de dados e também os resultados de cada etapa do fluxo de trabalho.


Assim, a sua gestão adquire ainda mais respaldo para decisões assertivas e rápidas. Para saber mais a respeito, você pode conhecer o EasyCheck. Trata-se de uma ferramenta tecnológica que auxilia na auditoria em todas as áreas produtivas (como o setor de qualidade, a produção, o departamento de manutenção e também de serviços). Com base no que discutimos, fica claro que a solução tende a facilitar a identificação de ações corretivas e também de monitoramento do desenvolvimento do trabalho.


Quer saber mais a respeito? Então,entre em contato e fale com um de nossos especialistas para conhecer a aplicação prática do EasyCheck para a realidade da sua empresa!

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo