Buscar
  • Conteúdo_EasyPro

Explicando o Sistema Just In Time





A gestão de sua produção deve ser feita constantemente — e mapeada em todas as frentes, conduzindo o fluxo de trabalho de maneira linear e a mais objetiva possível. Para tanto, o uso do Just in Time (ou JIT) pode fazer toda a diferença para alcançar essa meta.


Para entender como aplicá-lo na sua empresa, e qual é a importância do conceito, preparamos este post! A seguir, vamos falar como a expressão “na hora certa” — que é a tradução literal de just in time — ajuda a reduzir o seu estoque e também no custeamento de processo!


Para os meses que seguirão após a retomada da crise do coronavírus, o Sistema Just In Time aparece como uma alternativa para a indústria.


Boa leitura!


O que é o Just in Time?


Esse sistema é bastante utilizado, na indústria, como um modelo de administração das produções. Para tanto, o mapeamento das suas atividades é fundamental para a compreensão de todo o trabalho para que o conceito seja eficientemente implementado.


Afinal, Just in Time remete à compra, produção e transporte de materiais na “hora certa”. Exemplificando: ao conhecer toda a sua rotina, fica fácil comprar a matéria-prima pontualmente, estando alinhada com a capacidade produtiva e a logística de entregas da sua empresa.


Qual é a origem do conceito?


O modelo foi pensado em decorrência dos impactos prejudiciais à economia com a Crise de 1929, nos Estados Unidos, e em seguida com a Segunda Guerra Mundial.


O intento dessas novas ideias de produção visava reduzir o estoque para minimizar, consequentemente, eventuais prejuízos com o baixo consumo do público nesses períodos de incertezas.


Como resultado disso, muitas empresas — em especial, as montadoras japonesas e depois as norte-americanas — passaram a produzir de acordo com a demanda do mercado. E isso se espalhou para outros setores produtivos e industriais igualmente.


Afinal de contas, o Just in Time pode ser visto como uma orientação para a gestão de qualquer etapa do fluxo de trabalho, como:



Assim, todos sabem, exatamente, qual é a sua capacidade produtiva e a necessidade diante de sua demanda. Menos estoque, menos armazenamento e menos precipitação — o que se converte, facilmente, em menos custos e prejuízos, bem como em uma logística muito bem alinhada e imune a imprevistos.


Como investir no Just in Time?


O planejamento que antecede e ocorre ao longo da produção, por meio do Just in Time, dá muito mais controle e segurança ao gestor para organizar todo o trabalho.


Iniciar um projeto com o Just in Time, portanto, consiste em mapear todo o fluxo produtivo. Assim, a gestão entende qual é o tempo certo para produzir a quantidade ideal de produtos dentro das suas necessidades. Em seguida, vale considerar quais setores vão passar por esse tipo de otimização, aprendendo a orientar-se com a demanda dos atuais e novos clientes.


Assim, toda a produção vai girar em torno disso, sem deixar o estoque acumulado e também abrindo mão de uma produtividade que pouco vai converter em resultados, se não há para quem comercializar esses produtos.


Bom destacar, ainda, a flexibilidade que o Just in Time agrega para a rotina da sua empresa. Afinal, com tempo livre para organizar-se, qualquer problema diagnosticado pode ser resolvido em tempo hábil, e de acordo com o planejamento de trabalho para que não ocorram interrupções não planejadas.


Quer saber por onde começar? Entre em contato conosco, e descubra como as nossas soluções podem ingressar o seu fluxo de trabalho no conceito de Just in Time!

24 visualizações

Comercial: (51) 2160-3929 | (51) 98550-8882

Suporte Técnico: (51) 98550-8882

  • Preto
  • Instagram
  • LinkedIn
  • YouTube