Buscar
  • Conteúdo_EasyPro

Takt Time: Estipulando a Velocidade da Produção




Em busca de mais otimização para a sua gestão industrial? Pois então, este post pode clarificar boas ideias para inspirar o seu trabalho cotidiano: o Takt Time para estipular a velocidade de produção.


Caso ainda não tenha ouvido falar nesse termo, não há problema, porque vamos explicar passo a passo a sua origem, os desafios de sua implementação e, é claro, os benefícios de colocá-lo em prática na sua indústria. Confira!


O que é Takt Time?


Takt time considera o ritmo aplicado na sua rotina para completar um ciclo de produção necessário para atender à demanda do seu público-alvo.


Exemplificando: digamos que a média de pedidos na sua empresa seja de um produto solicitado a cada 3 horas. Portanto, de maneira a suprir a sua demanda, os funcionários devem ter a capacidade de finalizar a produção de um item a cada 3 horas, aproximadamente.


O termo Takt Time é alemão e está associado à batida ou pulsação. Até por isso, é usado como o ritmo e a frequência do trabalho de uma empresa, como se fossem os seus próprios batimentos cardíacos. E a sua aplicação data de meados da década de 1930, quando a produção em massa ganhava mais e mais forma.


Como usar o Takt Time na produção?


A fórmula para o cálculo do Takt time é bastante simples: divide-se o tempo de produção disponível pela demanda do consumidor. É importante, contudo, avaliar apenas o tempo em que os funcionários vão produzir, ativamente, e não o tempo total — o que exclui as paradas previstas e intervalos, entre outras paradas.


Além disso, convém analisar um período de tempo que seja ligeiramente menor à demanda. Conforme o exemplo do tópico anterior, certifique-se de que o ciclo de produção de um item seja inferior à demanda. Isso ajuda a agregar mais tempo hábil para eventuais imprevistos e ter mais tempo para solucioná-los.


Quais são os desafios de sua aplicação?


Esse tipo de indicador de performance é de grande relevância para a sua gestão porque envolve um controle ainda mais preciso de sua rotina e da capacidade de produção da sua equipe.


Como resultado, é mais fácil de avaliar meios para aprimorar a produtividade, reduzir erros e imprevistos e, até mesmo, de crescer a capacidade produtiva sem interferir na qualidade de suas soluções. Sem falar que o Takt Time contribui com:


  • A prevenção do aumento desnecessário do estoque;

  • O fluxo de trabalho mais alinhado à realidade do negócio;

  • Uma linha de produção enxuta e eficiente.


Entretanto, cabe mencionar os desafios dessa empreitada. E, entre eles, a quantidade de processos, pessoas, atividades e maquinários reflete-se em camadas e mais camadas de cálculos a serem feitos até alcançar um número preciso para o ciclo produtivo.


Além disso, existe o desafio em manter o padrão dessa média produtiva tendo em vista que as pessoas oscilam, naturalmente, com o tempo de trabalho. É importante avaliar todas as variáveis, então, para que essas paradas sejam consideradas e a empresa não tenha que conviver com um cronograma apertadíssimo.


Não à toa, o Takt Time tem muito a ver com outra metodologia, a Just in Time, que preza por uma metodologia de trabalho mais enxuta. Para tanto, é fundamental ter boas soluções tecnológicas que facilitem o cálculo e, consequentemente, uma rotina produtiva eficiente e cada vez mais livre de imprevistos.

--

Para saber como você pode dar o primeiro passo para adotar tais medidas e ter o Takt Time inserido em sua rotina de produção, entre em contato e fale com um de nossos especialistas. Nossas soluções podem atender à sua demanda de maneira personalizada!

45 visualizações

Comercial: (51) 2160-3929 | (51) 98550-8882

Suporte Técnico: (51) 98550-8882

  • Preto
  • Instagram
  • LinkedIn
  • YouTube