Buscar
  • Contato EasyPro

O que é Big Data

Big Data é um termo que descreve o grande volume de dados que inunda uma empresa no dia a dia. Dessa forma, o Big Data pode ser analisado em busca de insights que levam as melhores decisões e movimentos estratégicos de negócios.


Em relação a toda essa quantidade de dados, o que importa não é necessariamente a sua quantidade, mas o que as organizações fazem com os dados.


O Big Data não é um conceito antigo. Porém, foi formado há algumas décadas. Nos anos de 1960 e 1970, quando os primeiros bancos de dados foram construídos em alguns países.


Na prática, o Big Data passou a ser mais “palpável” em 2005, quando os profissionais e gestores envolvidos com projetos de tecnologia, principalmente serviços online, viram a quantidade e especificidade de dados gerados.


O Big Data é o combustível capaz de reformular modelos de negócio, produtos e estratégia de gestão. É tanto um recurso tecnológico, como um meio de conquistar significativa vantagem competitiva. O que a torna uma das principais tecnologias listadas por empresas que tem como objetivo investir e aprimorar sua Inteligência de Negócios, segundo a revista Forbes.


O Big Data proporciona a possibilidade das empresas se organizarem, terem acesso e interpretar os dados qualificados sobre tudo que diz respeito ao seu processo ou ao seu produto/serviço.


Nesses dados podem ser incluídos os estruturados e os não-estruturados. O que faz total diferença, tendo em vista que dados são informações que apenas sistemas inteligentes conseguem processar. Dessa forma, o Big Data serve para as empresas melhorarem suas estratégias de gestão.


Os principais usos do Big Data para uma empresa são:


- Possibilidade de fazer uma escuta social: ele tem a capacidade de cruzar informações de diferentes fontes, como banco de dados, cadastros de consumidores, históricos de mensagens e de interações com clientes;


- Maior facilidade para segmentação de público e mercado: com base nos resultados do monitoramento do público e das avaliações geradas, você compreende melhor o comportamento de clientes e leads. O Big Data ajuda a descobrir exigências, desejos e outras demandas dos compradores.


- Realizar análises comparativas para precificação inteligente: dificuldades de comunicação entre os departamentos de venda e compra podem gerar problemas de precificação. O Big Data pode precificar de forma adequada produtos e serviços ao considerar os valores praticados pela concorrência, potenciais demandas, cenários micro/macroeconômicos, entre outros fatores.



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo