Buscar
  • Conteúdo_EasyPro

Integração nos Sistemas para a Indústria

Atualizado: Mar 19


Com a indústria 4.0, a transformação digital avançou rapidamente para o setor. Hoje, inclusive, suas soluções têm sido consideradas inovadoras para impulsionar o segmento e gerar melhores resultados. Como é o caso da integração causada por meio dos sistemas para a indústria.


Afinal, esse tipo de prática contribui com a consolidação de dados em um só lugar, qualificando ainda mais a sua gestão. Para entender como isso funciona de maneira assertiva na sua rotina, siga com a leitura deste post!


Por que Aplicar a Integração nos Sistemas para a Indústria?


Essa é uma das premissas da indústria 4.0, focada na integração maior entre os processos e setores das empresas por meio da digitalização. Isso auxilia em uma tomada de decisão rápida e precisa, de acordo com os resultados do fluxo de trabalho. Algo que é automaticamente apontado em relatórios gerados pelos sistemas.


São aspectos, portanto, que otimizam os recursos da empresa e geram mais competitividade sem que, com isso, elevados investimentos sejam realizados.


Como dar os Primeiros Passos na Integração dos Sistemas?


Como cada setor possui as suas particularidades e características, o conceito tem sido desenhado em dois modelos: a integração horizontal e a integração vertical.


A primeira é aplicada de maneira geral em toda a cadeia produtiva — ou seja: da relação com os fornecedores ao alcance dos seus clientes. Já a integração vertical foca na integração de atividades internas, promovendo melhorias no fluxo produtivo. Mas, a seguir, vamos explicar melhor cada uma delas!


Integração Horizontal


A ideia de integração nos sistemas prioriza a conectividade de toda a cadeia produtiva. Isso passa por:

  • Processo de análise de mercado;

  • Gerenciamento e relacionamento com os fornecedores;

  • Produção;

  • Logística;

  • Distribuição.

Isso permite o estabelecimento de uma sincronia melhor entre as áreas, o que gera insights valiosos para a contínua melhoria do trabalho e oferece um valor maior ao consumidor final. Afinal de contas, os custos, os erros e os imprevistos vão ser menores, enquanto o índice de confiança do cliente cresce gradualmente.


Integração Vertical


Integração nos setores industriais também passa pelo que acontece internamente, como a qualificação da performance dos seus equipamentos. E, na indústria 4.0, isso passa diretamente por alguns aspectos, como:

  • Sensorização de máquinas no chão de fábrica;

  • Monitoramento de indicadores de desempenho diversos, de acordo com os seus objetivos;

  • Gestão da qualidade;

  • Alinhamento entre a gestão de estoque e outros setores, como o departamento de vendas.

Essa conexão ajuda na avaliação das melhores estratégias e de quais ajustes podem ser efetuados de acordo com as projeções. Algo que favorece o constante aprimoramento do trabalho para alcançar um nível de excelência imune a imprevistos.


Como Promover a Integração nos Sistemas com a Tecnologia?


Para haver a integração, é preciso contar com sistemas inteligentes, capazes de conversar entre si e com outros softwares, seja de big data, cloud, ERP e robôs. Com isso, a análise de dados garante precisão nas suas decisões e constante alinhamento às suas necessidades e às metas estipuladas.


Trata-se, então, da delegação à tecnologia de atividades mecânicas, burocráticas e repetitivas para que a sua gestão assuma um papel mais analítico e estratégico com os indicadores de desempenho projetados para o desenvolvimento da sua indústria.


Quer dar os primeiros passos rumo à integração nos sistemas industriais utilizados pela sua equipe? Então,fale com um de nossos especialistas. Nossas soluções para o chão de fábrica podem ser totalmente integradas com as melhores soluções da Indústria 4.0.




21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo